Isabela quando dança

Aquele jeito completamente sem jeito de dançar fazia Isabela ser a melhor imagem daquele lugar, sem dúvida, sem nem precisar olhar de novo. Só que olhei, voltei várias vezes. Eu não sabia mais que ritmo a banda tocava porque esqueci de ouvir. Inclusive podia jurar que estavam há duas horas na mesma música. De toda forma eu nem ia mais até lá pra ouvir, mas sim pra ver Isabela e soletrar seu nome enquanto triturava as pedras de gelo em meus dentes no fim de um gole em alguma coisa. Ia pra vê-la debochadamente linda girando fora do tom. Sempre que posso vejo Isabela dançar e não preciso ver mais nada; por semanas.

Fêre Rocha

Anúncios
Esse post foi publicado em Conto e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s