Arquivo do autor:Fêre

Enxame-me

Não tem cabimento estar perto assim do farto favo que me faz espera não falo o estrago da taça negada teu mel a centímetros de meu umbigo e você foge você não chove nós sem cabimento meu respirar (lamento) em … Continuar lendo

Publicado em Poema, Poesia, Poet, Poetry | Marcado com , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Supremo

supremo mesmo, só o outono. .fêre.

Publicado em frase | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Onda mãe

A onda faz barulho pra falar pelos peixes. Fêre Rocha

Publicado em frase | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário