Arquivo da tag: Madalena

Tanque

Foi esfregar as anáguas outra vez. Maria nem sabia porque com ela o pai ficava tão irritado. Desde os doze era aquilo. De tão nervosa lavava roupas, esfregava no tanque as anáguas junto, as mãos cansando a carne quase viva. … Continuar lendo

Publicado em Conto, Poet | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Dançar de íris

Madalena veio inteira, linda. Repentinamente? Não, claro que não. Leva tempo e muito vento tem que ventar, muita dor tem que doer e de ilusões se atirar, até que se nasça alguém inteiro. Mas veio, assustadoramente inteira. E linda. Os … Continuar lendo

Publicado em Conto | Marcado com , , , , , , , , | 1 Comentário